07/08/2009

educação sexual


Não sou mãe mas sou tia, emprestada de muitos mesmo. As histórias que oiço de certos comportamentos do professorado são aterradores enquanto exemplos para os mais novos, não fosse o papel que ocupam perante os mais novos nem falaria do assunto. Depois de ler esta noticia e se eu fosse mãe passaria a acompanhar muito de perto o que o meu filho anda a aprender ou desaprender na escola; pelo que leio parece que estão previstas as condições para que isso assim aconteça. Se não acontecer como nas reuniões, em que são poucos os pais que lá aparecem.

O executivo tem 60 dias para regulamentar a lei e promete dar formação aos docentes, mas os sindicatos acham que é tarde. 'A nossa grande preocupação é que terão de ser pessoas altamente especializadas a leccionar esta matéria tão delicada e há muito poucos professores especializados', disse ao CM Lucinda Manuel, da Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE), lamentando que 'ainda não se saiba qual o grupo de professores que vai receber formação'.

Já Albino Almeida, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), está satisfeito com o papel de vigilância atribuído aos encarregados de educação. Bem como o recuo na questão dos contraceptivos, que só serão disponibilizados aos alunos em articulação com os centros de saúde.

Os pais dos alunos vão monitorar a aplicação da lei, estando previsto que os encarregados de educação sejam 'informados de todas as actividades desenvolvidas no âmbito da Educação Sexual'.

7 comentários:

Maldonado disse...

No meio desta polémica toda, eu temo mais o comportamento dos pais do que o dos docentes ou mesmo o dos discentes...
É que muitas vezes o (mau) comportamento dos alunos se deve ao laxismo dos pais, os quais normalmente só se preocupam com os resultados, não fazendo acompanhamento ao longo do ano da actividade escolar dos filhos.
Francamente não percebo tanta polémica da parte deles em relação à Educação Sexual, como se os filhos fossem ignorantes em relação ao sexo.
E fico por aqui, se não ainda pensas que eu sou um satânico comuna que quer corromper a moral e os bons costumes do nosso país... :)))

loirices disse...

Não Maldonado, tu fica à vontade...aliás eu tb vejo como os pais se demitem ou são eles os deseducadores :-)alguns filhos até poderiam ensinar os pais:-)

mfc disse...

Precoces... hein?!

loirices disse...

agora são-no mfc. :-)

mjf disse...

Olá!
A educação sexual deveria começar em casa, passando pelo medico de familia e escola...
Mas infelizmente . a maioria dos miudos aprende da pior maneira...ouvindo asneiras de uns e outros e assim vão passando a palavra:=((

Beijocas
Bom fim de semana

loirices disse...

logo no infantário mjf :-)e os enganos persistem pela idade adulta.
Bom FdS :-)

Vasco disse...

Os pais cada vez mais querem saber menos da educação dos filhos e o governo ajuda, mantendo-os cada vez mais tempo dentro da escola.
Se os pais cumprissem o seu papel de educadores haveria menos situações de violência nas escolas (bulling e outras que tais), e não seria necessário existir educação sexual.
As pessoas que querem ser pais deviam era ter um curso de formação antes de o serem!