18/11/2009

complex





que pretende ser o antónimo de simplex. Eu na minha vida normal estou afastada de cartórios, conservatórias, bancos e outras tantas instituições burocráticas, sem saber era uma mulher feliz.
Não que o vá deixar de ser (feliz) por causa duns mal-amados, mas tentaram acabar com a minha alegria, todos os dia um pouquinho...a comunidade do papel, todos os dias falta um (isto porque metade deles (as) não sabe o que anda a fazer, dou o desconto de quem manda não o saber fazer).
Também há aquelas que estão sentadas no balcão sem ninguém à frente e mandam ir tirar a senha, para depois dizerem: - então minha senhora é aqui! - Não percebi porque era então a senha se não havia fila...mas devo ser eu.

Fartinha deles todos, estou a contar os dias para partir em licença sabática de Portugal.

5 comentários:

Irritadinha disse...

Eu fico logo no meio da sala de espera em pé, qualquer coisa pergunto se o livro de reclamção ainda tem uma linha em branco para mim. Falando em instituições bancárias, adoraria saber porque raio de motivo os funcionários do balcão são sempre de trombas, será requesito para trabalhar no banco do Estado?

loirices disse...

tenho impressão Irri., que é para se mostrarem importantes dentro do fato...parecem tirados de um filme já passado de moda :)

me. disse...

Isso são 'portuguesices'...digo eu!

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Dasseee até a mim me doeu


Ѽ Beijos daqui Ѽ

loirices disse...

me. ontem foi nas Finanças, eu só gosto de cozido à portuguesa e não de portuguesices :)



Jota, quem te mandou por lá a mão :)